Notícias

Dia Nacional da Doação de Órgãos: Salve Vidas

Dia Nacional da Doação de Órgãos: Salve Vidas

O Dia Nacional da Doação de Órgãos é comemorado no dia 27 de setembro, com o objetivo de conscientizar sobre a importância da doação, são realizadas diversas ações que buscam orientar e informar a população sobre a dimensão deste ato de humanidade que é a doação de órgãos.

A doação de órgãos é um ato de caridade e amor ao próximo. Muitas vidas são salvas a partir desta ação e manter a população informada sobre isso é vital para melhorar a realidade dos transplantes no País.

O doador ou sua família não têm custos nem ganho financeiro, sendo apenas entregue uma carta de agradecimento pelo gesto solidário e humano. O receptor também não precisa pagar pela cirurgia de transplante.

Para ser um doador é preciso discutir o assunto, em vida, com os seus familiares, o que permitirá também a todos que participarem dessa conversa, revelarem-se doadores ou não doadores de órgãos. Essa simples conversa, permitirá aos familiares, tomar uma decisão rápida e consciente, caso a situação se apresente.

No caso de doação em vida, é permitida à pessoa juridicamente capaz dispor gratuitamente de tecidos, órgãos e partes do próprio corpo vivo, para fins terapêuticos ou para transplantes em cônjuge ou parentes consanguíneos até o quarto grau, inclusive.

Um único doador pode salvar ou melhorar a qualidade de vida de mais de vinte pessoas.

Números dos transplantes no Brasil:

90% Dos transplantes realizados no País são feitos por meio do SUS

548 Estabelecimentos de saúde fazem parte da rede

1.376 Equipes médicas em todo o Brasil são autorizadas a realizar transplantes no País

25 Estados participam do sistema de captação de órgãos, por meio das Centrais Estaduais de Transplantes, que controlam a lista de espera pelos órgãos e toda a logística do processo de doação e transplante em cada estado.

Doe órgãos, doe vida.

Fonte: Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos