Notícias

Exames que são importantíssimos para o Pré-natal.

Exames que são importantíssimos para o Pré-natal.

Segue mais informações a respeito dos exames importantes para o pré-natal:

Esse exame é importante para detectar a sífilis, uma doença venérea, que pode ocasionar o aborto espontâneo, má formação do feto e parto prematuro. Quanto mais cedo detectada a presença dessa bactéria, melhor sera a resposta do tratamento.

 

Outro exame de extrema importância é o de reação a toxoplasmose, pois caso diagnosticado durante a gravidez pode trazer sérios danos ao bebê, atingindo nervos e visão. Muitas mulheres descobrem que já obtiveram a doença em alguma fase da vida, após esse exame, descobrindo ser imune.

(Fonte: Trocando Fraldas)

 

 

Sorologia para Rubéola, exame pré-natal de muita importância para avaliar se a mulher tem imunidade contra o vírus da rubéola. Quando desenvolvida durante a gestação a rubéola pode trazer sérios riscos ao desenvolvimento do bebê. Realizado em jejum de três horas.

 

Glicemia, exame importante para avaliar se há presença de diabetes.

O que vamos apresentar a seguir são as orientações da FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia).
O rastreio básico é feito com uma glicemia de jejum na primeira consulta e um teste de tolerância oral à glicose entre a 24ª e a 28ª semana. O valor considerado normal da glicemia em jejum da primeira consulta é até 85 mg/dl. O critério para o diagnóstico do diabetes é um valor acima de 126 mg/dl (o exame deve ser repetido para confirmação do valor). As gestantes com glicemia entre 85 e 125 mg/dl são as que apresentam alto risco para desenvolver diabetes gestacional ao logo da gravidez e devem ter muito cuidado com a alimentação e com o ganho de peso durante a gestação. Todas as gestantes com glicemia entre 85 e 125 mg/dl e aquelas com glicemia menor que 85 mg/dl, mas com fatores de risco (como história familiar, obesidade, diabetes gestacional em uma gravidez anterior, etc.) devem fazer o teste de tolerância oral, também chamado de curva glicêmica, entre a 24ª e a 28ª semana de gravidez. O teste é feito através de 3 dosagens da glicemia. A primeira é feita em jejum. Logo após colher o sangue, a gestante ingere um xarope contendo 75 gramas de glicose e colhe mais 2 novas amostras de sangue, 1 e 2 horas depois de ter bebido o xarope. Os resultados esperados são os seguintes: 
– Glicemia Jejum: normal até 95 mg/dl.
– Glicemia após 1 hora: normal até 180 mg/dl.
– Glicemia após 2 horas: normal até 155 mg/dl.

Se a gestante tiver 2 dos 3 valores acima alterados, ela já pode ser considerada como portadora de diabetes gestacional.